Meus Submit Twitter foto poesias farsa do amor Adeus
"Não me prendo a nada que me defina. sou companhia, mas posso ser solidão. tranqüilidade e inconstância, pedra e coração. Sou abraços, sorrisos, ânimo, bom humor, sarcasmo, preguiça e sono. Música alta e silêncio. Serei o que você quiser, mas só quando eu quiser. Não me limito, não sou cruel comigo! Serei sempre apego pelo que vale a pena e desapego pelo que não quer valer… Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato. Ou toca, ou não toca."
Clarice Lispector
Some words may hide others.
THEME BY FUTURASUICIDA BASE ; + + +
1 2 3

Mas ela é diferente, cara. Há quem diga que ela é leve como uma flor e explosiva como uma granada.

Nevarias.

E é assim que a gente vai vivendo, sabe? Errando pra aprender. Se decepcionando pra se proteger. Se machucando pra crescer. Chorando pra sorrir. A gente cai uma vez, pra aprender a se levantar em outra. No fim, tudo que for bom, verdadeiro, tudo o que realmente nos fizer bem, permanece.

Tati Bernardi.


Vem comigo procurar algum lugar mais calmo, longe dessa confusão e dessa gente que não se respeita. Tenho quase certeza que eu não sou daqui.

Legião urbana.

Eu me sentia cansado, no corpo e na mente.

Charles Bukowski.




Como a maioria dos sofrimentos, esse começou com uma aparente felicidade.

A menina que roubava livros